Cada um oferece o que tem

ramalhete

Duas vizinhas viviam em pé de guerra. A encrenca era tão feia que nem podiam se encontrar na rua que era briga na certa.

Um dia, cansada de tanto ódio, uma delas decidiu tentar fazer as pazes com a outra. Ao se encontrarem na rua, muito humildemente, disse-lhe:
– Vizinha, estamos nessa desavença há tantos anos que já nem me lembro mais os motivos da nossa inimizade. Vamos acabar com isso e viver em paz?

A outra estranhou a atitude da velha rival, e disse que iria pensar no caso, mas, pelo caminho foi matutando: – Essa serpente não me engana, está querendo me aprontar alguma coisa e eu não vou deixar barato. Vou mandar-lhe um “presente”, hoje mesmo.

Chegando em casa, preparou uma bela cesta de presente, cobriu-a com um lindo papel, encheu-a com esterco de vaca e escreveu um bilhetinho:
– Este presente é para selar a nossa amizade!

A mulher leu o bilhete, mas não se deixou irritar. Dois meses depois fez a mesma coisa: mandou um presente para sua vizinha.

Ao receber a cesta, a vizinha pensou: – É a vingança daquela asquerosa. O que será que ela me aprontou?

Mas, qual não foi sua surpresa ao abrir a cesta e ver um lindo arranjo de belas flores e um cartão com a seguinte mensagem:
– Obrigado pelo excelente adubo que você me enviou. Adubei estas lindas flores com ele. Ofereço-te este ramalhete como prova do meu desejo de acabarmos com esta desavença e vivermos em paz uma com a outra.

Aparta-te do mal, e faze o bem; busca a paz, e segue-a.
(Salmo 34-14)

Autor Desconhecido

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: