Por que Jesus veio assim?

de Dennis Downing

Quando Jesus veio ao mundo, como foi que ele nasceu? Quais eram as condições? Como foi sua vinda?

“Naqueles dias, foi publicado um decreto de César Augusto, convocando toda a população do império para recensear-se. Este, o primeiro recenseamento, foi feito quando Quirino era governador da Síria. Todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. José também subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, para a Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, por ser ele da casa e família de Davi, a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Estando eles ali, aconteceu completarem-se-lhe os dias, e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.” (Lucas 2:1-7 ARA).

Jesus não veio ao mundo numa hora conveniente, nem num local apropriado, e muito menos numa situação confortável. Ele não veio em condições favoráveis, nem de fácil adaptação. Muitas pessoas até hoje duvidam que Jesus é o Filho de Deus, por causa da forma com que veio ao mundo. Jesus, O Messias tão esperado, não veio com poder, majestade e glória, mas da forma mais simples e humilde possível.

Esse Jesus não é o glorioso que muitos esperavam, mas o que veio na condição de pobre, identificando-se com um povo explorado e dominado. O próprio recenseamento ordenado pelo imperador Romano era mais um instrumento de dominação. Ele possibilitava saber quantas pessoas deviam pagar o tributo e como melhor distribuir o enorme aparato militar tão importante para manter o controle da população.

Dentro dessa situação de dominação, nasce Jesus. E nasceu numa manjedoura de animais, espécie de tabuleiro em que se colocava a comida dos animais na estrebaria (curral onde se colocam animais e arreios). Se fosse aqui em nossa cidade, sabe onde Jesus teria nascido? Certamente não numa maternidade, com todo o aparato necessário para uma vinda ao mundo com dignidade e segurança. Ele teria nascido nos fundos de um bar, ou em baixo de um viaduto. Em seus primeiros dias ele teria morado numa barraca à beira do rio, ou talvez numa casa alugada, de um quarto só, numa favela.

Se fosse hoje, Jesus teria estudado numa Escola Pública. Ele teria uma professora como Jaci, um vizinho como Nado, colegas de aula como Carlos Eduardo e Eliane, um tio chamado Severino. E, se você tivesse procurado por ele, qualquer morador do bairro diria “é ele ali”, ou “é esse aqui”. Mas, não seria porque ele era famoso e honrado. Seria porque ele era conhecido e aceito pelos moradores daquele bairro. Seria porque ele era “um da gente”.

Os primeiros a receber a Boa Notícia do nascimento do Messias são os pobres e marginalizados, representados no texto de Lucas pelos pastores (Luc 2:8-11). Jesus confirmou essa predileção na sua primeira pregação em Nazaré: “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos…” (Luc 4:18 ARA).

Antes da sua vinda, Jesus vivia em glória e poder, ao lado do próprio Deus. De todos os filhos que Deus tem, o mais parecido com Ele, o mais obediente a Ele, o mais próximo a Ele, era Jesus. Por que mandar Jesus aqui?

Porque Deus tanto queria que todos seus outros filhos, os que menos parecem com Ele, os que menos obedecem a ele, e até os que se sentem muito distantes dEle, pudessem acreditar que eles também são filhos queridos. Tão queridos quanto Jesus. Até gente como a gente. Como eu e você. Foi por isso que Jesus veio assim. Para não deixar mais nenhuma dúvida sobre o quanto nós somos filhos queridos de nosso Pai. Isso é o que se chama de boa notícia. Foi por isso que Jesus veio assim.

Extraido de: http://www.hermeneutica.com/mensagens/veio.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: